Vila Cultural Canto do MARL

A Vila Cultural Canto do MARL é um espaço público e cultural que realiza mostras, cursos, oficinas, feiras culturais de artesanato, apresentações das mais diversas linguagens artísticas, valorizando sobretudo a arte de rua, o teatro de rua e às artes relacionadas às culturas populares e comunitárias brasileiras. 

Endereço

Localizada na Av. Duque de Caxias nº. 3241. A Vila é mantida pela AMARL - Associação do Movimento de Artistas de Rua de Londrina

Oficinas gratuitas e eventos culturais

Além de ensaios, eventos e oficinas gratuitas, oferece atendimento ao público de segunda a sexta-feira das 14h às 18h. 

Internet liberada e biblioteca Scarlet O´hara da Costa

Entre os destaques está o acesso liberado ao Wifi e conta espaço de leitura e a biblioteca Comunitária Scarlet O´Hara da Costa, na qual é possível ler e fazer empréstimo de livros.

Patrocínio e gestão

A Vila é patrocinada pelo PROMIC, o Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).

A gestão é feita pela Associação sem fins lucrativos do Movimento de Artistas de Rua de Londrina e tem o apoio em sua realização do Movimento de Artistas de Rua de Londrina, seus coletivos e comunidades parceiras.

Histórico

A Vila Cultural teve seu projeto aprovado pela Comissão de Análise de Programas e Projetos Estratégicos (CAPPE) do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) em dezembro de 2019. A aprovação foi publicada na segunda-feira, 15 de dezembro de 2019, no Jornal Oficial do Município, edição nº 3.836. A partir do chamamento Público realizado pelo edital  nº 002/2019, iniciou-se a etapa de apresentação da documentação necessária à celebração do Termo de Fomento. Com a documentação em mãos, o fomento foi assinado em fevereiro de 2020 e tem a validade de 2 anos.

Conheça as Vilas Culturais de Londrina

Além da Vila Cultural Canto do MARL, proposto pela Associação Movimento dos Artistas de Rua de Londrina (AMARL), no valor de R$ 150 mil; e a Vila Cultural Circo Escola, que tem como proponente a Associação Londrinense de Circo (ALC) também foi aprovada nesse edital e deve receber R$ 119.500,00 para a execução das atividades. A vigência contratual de dois anos contará de 2019 até 2021. Dessa forma, atualmente o Promic patrocina sete Vilas Culturais em Londrina:

AMARL - Associação do Movimento de Artistas de Rua de Londrina


O Movimento de Artistas de Rua de Londrina se organiza também por meio da Associação sem fins lucrativos AMARL - Associação do Movimento de Artistas de Rua de Londrina.

CNPJ: 26.732.006/0001-47

Abaixo alguns documentos institucionais da AMARL que são de acesso público:


*Com relação nominal dos dirigentes.


MARL - Movimento de Artistas de Rua de Londrina



O MARL - Movimento de Artistas de Rua de Londrina - surgiu em 2012 com o objetivo de reunir artistas de todas as áreas que desenvolvem o seu trabalho em espaços públicos.O movimento visa estimular discussões artísticas e políticas referentes, principalmente, à cidade de Londrina, possibilitar a troca de informações e experiências, solidificar parcerias a fim de promover ações político-culturais e garantir o intercâmbio entre os artistas londrinenses e movimentos culturais brasileiros.


Facebook do MARLInstagram do MARL

Mostra MARL de grupos residentes

Vila Cultural Canto do MARL exibirá diversas apresentações artísticas gratuitas durante os dias 11 e 26 de setembro

Nesse mês de setembro a Vila Cultural Canto do MARL realiza uma mostra de teatro inteiramente online e gratuita. A Mostra Marl de Grupos Residentes contará com apresentações de seis grupos residentes da Vila Cultural Canto do Marl que serão realizadas entre os dias 11 e 26 de setembro sempre às 19h.  

As apresentações serão transmitidas ao vivo pelo youtube. Confira a programação completa, participe das transmissões pelos comentários e se inscreva no canal. O acesso por tempo limitado aos espetáculos será gratuito. Após as apresentações haverá espaço de bate papo entre público e artistas.

Mostra MARL de grupos residentes
Programação completa:


Coletivo Temporário Poéticas em Vão
Dia 11 de setembro às 19h

Sinopse: Poéticas em vão é um coletivo temporário composto por Raquel Palma e  Stephanie Massarelli, que se propõe a experimentar a linguagem da vídeo performance/video dança, adentrando numa poética  livre e subjetiva, trazendo  as nuances do dizer com o corpo, seus impulsos, e as dificuldades que esse corpo traz nas suas tensões musculares carregados de narrativas de ser mulher. Além do movimento, a experimentação também perpassa a relação com o objeto e suas simbologias.

O Grupo é formado por duas artistas, Raquel Sampaio Palma, Formada em Artes Cenicas pela Universidade Estadual de Londrina em 2012,  trabalha com produção cultural, peformace art e teatro desde 2010, atualmente também é cantora profissional na cidade de Londrina.

E Stephanie Massarelli, formada em comunicação social , mestre em Belas Artes pela Bauhaus Universitat Weimar e atualmente é estudante em pós graduação em Direção de Arte pela Universidade Estadual de Londrina. Atua como fotógafa, redatora, editora e videomaker em Londrina.



Processo criativo na Cena Feminista Contemporânea: “Conexões Híbridas e Memórias Marginais” – Coletivo Marcas no Corpo
12 de setembro às 19h

Sinopse: O Coletivo Marcas no Corpo fala sobre o processo de criação da performance “Conexões Híbridas e Memórias Marginais” (2019-2020). As performers Renata Santana e Natalia Viveiros comentam sobre a pesquisa artística do coletivo, que passa pela promoção de oficinas gratuitas de teatro para pessoas que vivenciam ou vivenciaram a mulheridade, bem como tecem reflexões sobre as intersecções da pesquisa artística do coletivo com o movimento feminista.



Vozes anoitecidas - Grupo Caos e Acaso de Teatro /FTO-Londrina
18 de setembro às 19h

Sinopse: "Vozes anoitecidas” é novo espetáculo do Grupo Caos e Acaso de Teatro /FTO-Londrina. O processo de pesquisa cênica parte das obras do escritor Moçambicano Mia Couto, da tradição dos antigos Griots Africanos e da experiência do grupo com teatro popular. Deste dialogo, novas narrativas se constroem e se articulam em novas possibilidades criativas.

“Vozes anoitecidas" narra a trajetória de dois jovens em meio a uma guerra civil. Ambos partem de suas aldeias em jornadas, buscando, cada qual a sua maneira, fugir dos conflitos da guerra e reconquistar suas humanidades.

Em suas andanças esses jovens encontram outros personagens: andarilhos, refugiados, fugitivos, em histórias que se conectam na luta pela sobrevivência. Não atravessam fronteiras, mas procuram mover-se entre elas, reconhecê-las como lugar de encontros, desencontros, desejos, sonhos, mitos, possibilidades, impossibilidades, aceitando o desafio de se surpreender com a fluência e aproximação de universos totalmente separados.

Procuramos com esse espetáculo refletir sobre a condição humana, sobre a nossa própria condição de sobreviventes em tempos atuais. Sobre os seres humanos que nos tornamos, aqui e agora.



Pastel de São Jorge - Grupo Trinca da Comadre
Dia 19 de setembro às 19h

Com a abertura de processo de "Pastel de São Jorge", o Grupo Trinca da Comadre vem compartilhar a realidade de um Tio e Sobrinho, envoltos nos desafios diários pela sobrevivência e manutenção de sua pastelaria, quase falida.

Este trabalho cênico de viés cômico aborda questões latentes como a exploração da força de trabalho e a necessidade de subsistência na sociedade contemporânea, permeadas pelo exercício dos sonhos e de empatia, na dureza cotidiana.



O Amor e a Loucura - Coletivo Funcionário Fantasma
25 de setembro às 19h

Numa manhã-tarde-noite fora do tempo do dia. Lá, bem longe mesmo, naquele lugar-dentro que só quem já foi é que sabe, foi lá que os sentimentos resolveram se encontrar, todos eles, para brincar de esconde-esconde. 

Nesse dia, A Loucura fechou os olhos e contou até um milhão! E dizem que até A Mentira foi encontrada, viu, lá no final do arco-íris.
Será??

Em O Amor e a Loucura, Edna Aguiar narra a história de como a loucura e o amor se tornaram inseparáveis e de como é importante, afinal, que seja assim mesmo entre esses dois. O trabalho foi construído de forma virtual pelo Coletivo Funcionário Fantasma e traz para a tela, de forma lúdica e filosófica, uma travessia pelos sentimentos humanos. 

Produzido durante o período de isolamento social, o trabalho é fruto de uma reflexão sobre a importância de dar-se quando se pretende dar e receber amor. É uma reflexão sobre as qualidades desse sentimento maior, e uma experimentação, no corpo mesmo, sobre a experiência universal e singular do pensar-sentir. 

Foi assim, em face dos espinhos da vida, que a história de O Amor e a Loucura apareceram para o Coletivo Funcionário Fantasma, como uma medicina para o tempo. 

Sobre:
Baseado na história “O Esconde-Esconde dos Sentimentos”, de Waldir Pedro, Edna Aguiar apresenta este que é o segundo trabalho do Funcionário Fantasma, a fim de instigar os ouvintes a um pensamento filosófico que se permita ser, ao mesmo tempo, um pensamento brincante. 

De forma lúdica, em um quarto branco, durante a pandemia, A Loucura é quem nos guia, crianças e adultos, por um pensar/sentir fluido, cada vez mais distante dos estereótipos, e cada vez mais perto do coração. 

O Funcionário Fantasma é um coletivo formado durante o período de isolamento social por artistas, criadores e produtores de diferentes países. Seu primeiro trabalho, “Oca - a flecha que atravessa a Mim”, foi premiado pela Funarte, e o Coletivo apresenta agora O Amor e a Loucura, como um caminho para lembrar que o amor se encontra mesmo é no andar junto.



Palhaço Marimba, Diego Loman, apresenta Cantos e Causos da Poesia Simples
26 de setembro às 19h

Sinopse: Marimba é um contador de causos, que nas embrenhas da pandemia já não consegue mais ficar sem contá-los! Com o trabalho da contação de histórias traz consigo algumas raridades para compartilhar com o público, e a vontade de passar esses causos para frente, para que essas histórias não sejam esquecidas por esse mundão a fora. A linguagem dos interiores vem misturada com a sutileza contar e cantar ao lado da sua companheira Madalena (Sanfona).

O espetáculo virtual vem para contar histórias dos interiores, resgatando a cultura caipira. Viajante que saiu dos interiores para contar as histórias de lá, os famosos causos. Com a linguagem do palhaço e personagens como Zeca Tatu de Mazzaropi, como uma de suas referências.

-------------------

A Mostra MARL de grupos residentes é uma realização da Vila Cultural Canto do MARL. A Vila conta com o patrocínio do PROMIC, o programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina, e o apoio do MARL, o Movimento de Artistas de Rua de Londrina.

Cadastro no Londrina Cultura:
https://londrinacultura.londrina.pr.gov.br/evento/3174/

Serviço:
O quê? Vila Cultural Canto do MARL apresenta: Mostra MARL de Grupos residentes
Quando? 11, 12, 18, 19, 25 e 26 de setembro sempre às 19h
Onde? No Youtube em https://www.youtube.com/channel/UCk_Il_yCaMDYcM4M_kcIEHg
Quanto? Gratuito
Classificação indicativa: a partir de 14 anos.

Resistência Curumim com Preta do Leite, Palhaço Coisa Fina, Palhaço DiBorró e convidades!!

Nesse sábado, às 11h, tem transmissão ao vivo da Resistência Curumim no Youtube do MARL. Vamos entrar nesse balaio?

Nessa edição, convidamos pra Roda no Balaio junto com a Preta do Leite(Edna Aguiar) o Palhaço Coisa Fina(Fernando Goes), as Meninas do Clube da Leitura e as Crianças Pré/Adolescentes da Vila Feliz participantes da Oficina de Construção de Histórias. 

Dando todo o apoio no Canto do Marl, teremos também o Palhaço DiBorró fazendo os comentários.

Para assistir, é só acessar nosso youtube em:

Viva a Resistência Curumim!!

Curtam o canal e se inscrevam para assistir.

Realização: Vila Cultural Canto do MARL
Patrocínio: PROMIC - Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina.
Apoio: Casa das Artes

Feirão da Resistência e da Reforma Agrária 16a edição 2021 🌽🍂🎤

Apoie a agroecologia, artistas indepedentes e a reforma agrária!! Pedidos de domingo 22 de agosto até quarta feira 25 de agosto às 23h! 🥑🥦🍋

Entregas só para cidade de Londrina: 28 de agosto das 10h às 16hs em domicílio!

Retirada: até as 13hs na Av. Duque de Caxias, 3241.

Pedidos pelo link: https://bit.ly/3gpbJGl

#feirãodaresistênciaedareformaagrária #Londrina #feirasemlondrina #reformaagrária #marl #rbtr #mst #mstnortepr #agroecologia

ECOS DA FLORESTA: Leitura Coletiva do livro “A Vida Não É Útil” de Ailton Krenak

Nesta segunda-feira, dia 09 de agosto, às 19h30 o Curso Livre de Teatro de Rua (CLTR) da Vila Cultural Canto do MARL realizará mais uma atividade pública no Canal do Movimento de Artistas de Rua de Londrina no YouTube. ECOS DA FLORESTA é um exercício de leitura online coletiva do livro A Vida Não É Útil de um dos mais influentes pensadores da atualidade, Ailton Krenak. 

Para assistir basta acessar nosso canal do Youtube:

A partir dos estudos teóricos sobre o Teatro de Rua e Presença, a turma de alunas/os do CLTR e o professor Rogério Francisco Costa dialogaram com uma bibliografia diversa, a fim de ampliar o pensamento sobre teatro e cidade, por meio de perspectivas diversas como da arte, da história, da política, da filosofia, das cosmovisões. 

Esta leitura pretende ecoar as ideias do pensador indígena que, com sua lucidez, coloca em xeque o entendimento de “humanidade”, denunciando a ação predatória do ser humano no planeta Terra. É uma atividade pedagógica que celebra o Dia Internacional dos Povos Indígenas, ecoando conhecimentos ancestrais, no desejo de tornar possível a construção coletiva e efetiva de um “novo amanhã”.

O Módulo 3 do CLTR segue com as aulas internas até o mês de outubro de 2021. A professora Edna Aguiar está coordenando processos criativos com a turma, a partir de elementos de sua pesquisa como cantos de tradição, criação e contação de histórias. Cada aluna/o está compondo cenas individuais em sua casa, em diálogo com o contexto digital. Os resultados criativos do trabalho com Edna serão compartilhados com o público em geral finalizando esta edição do curso, no mês de outubro.


Cadastro no Londrina Cultura: https://londrinacultura.londrina.pr.gov.br/evento/3142/

Realização: Curso Livre de Teatro de Rua da Vila Cultural Canto do MARL.
Patrocínio da Vila Cultural: PROMIC - Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina.
Apoio: MARL - Movimento de Artistas de Rua de Londrina.